I a lhama?
Que fugiu
E foi capturada
Por piratas com
Três olhos que
Vagam no mundo
Onde nada é pacato
E normal. Onde cada
Desejo é desfeito
E cada amizade
Quebrada. Onde o
Amor não tem vez.
Onde eu, que sou
A felicidade, fico
Triste em saber
Que não sou
Bem recebida.
O mar é de sangue.
E o sangue é nada.
Mais que o café
Que todos bebem
Das bicas dos noticiários
Televisivos.
A lhama foi morta.
E seu sangue era puro.
Puro como a água
Que eles não conheciam.
16/01/13